Meio-Rico

 

Género

Conto

Editora

Editora Kreamus

Lançamento

2011

Contos de uma aldeia e de gente intemporal.

«Meio-Rico» é uma colectânea de contos que nos transporta para uma aldeia nos anos sessenta, plena de gente simples e intemporal.

Uma aldeia pequena, cheia de pequenos mundos interligados, em que todos se conhecem e partilham vidas.

- o ti’Alonso que tinha ganho fortuna e filosofia; a Cinderela que escolheu continuar a lavar escadas; o ti’A’rnesto infeliz por não ter filhos; o Manuel e a sua mercearia mágica com o livro de apontes; o homem que vivia a pensar na morte; a ti’Augusta lavadeira, que era mais amiga das águas que das pessoas; o Berto que tinha um sorriso elegante e se perdeu num furacão; o Tomé que era um sacristão tomado pelo espírito santo do vinho; o velho Arménio que julgou assistir ao fim do mundo; o Belmiro que emigrou para uma prisão depois de matar um homem; e uma velha que fazia rezas e tinha conversava com o diabo.

São contos de ficção sobre gente simples, mas porque as conversas à lareira nas noites de inverno alimentam muitas memórias, por certo que as semelhanças com algumas realidades nem sempre serão coincidência.

TagsMeio-Rico Conto Aldeia Anos 60 Morte

Outros Contos