Falstaff e o Vinho da Roda

 

Género

Contos

Editora

Edição Instituto do Vinho da Madeira (Colectânea)

Lançamento

2009

Conseguirá Falstaff encontrar a paz para a sua alma?

Na peça "Henrique IV" de William Shakespeare, Falstaff é acusado de trocar a sua alma por uma perna de frango e um… cálice de vinho da Madeira.

"Foi então que, violentado pela fome, vendi a minha Alma ao Diabo por um capão frio e um copo de Madeira” – reconhece o soldado. “E é por isso que vivo prisioneiro nesta ilha, condenado a plantar o vinhedo, a vindimar a uva, a fermentar o vinho e a esperar que amadureça, para poder beber um copo do meu próprio vinho da Madeira e descansar em paz".

Neste conto, o autor coloca a alma de Falstaff aprisionada na Ilha da Madeira e, com humor, revisita a vida deste personagem e conta toda a história do vinho generoso daquela ilha. Uma visão apaixonada da Madeira, dos vinhedos, dos trabalhadores e das pipas de vinho e que iam e vinham nos barcos para ganhar corpo.

Conseguirá Falstaff encontrar a paz para a sua alma?

TagsMadeira Vinho da Madeira Shakespeare

Outros Romances